Columbia analisa missão no Haiti

columbia1

A Columbia’s School of International and Public Affairs selecionou sete alunos para realizar estudos de campo no Haiti. O grupo vai se preparar até o final do ano e fará a viagem em janeiro de 2009. Os custos serão financiados pela universidades e pela ONU. O planejamento inclui entrevistas com autoridades da ONU, com o governo haitiano, com ONGs e com a população. Os resultados serão apresentados numa conferência no próximo semestre. O blog Morningside Post, um fórum estudantil da escola, divulgará áudios e vídeos da experiência.

Anúncios

3 comentários sobre “Columbia analisa missão no Haiti

  1. Grande Aloisio Milani,

    Tive tempo e oportunidade agora que estou com o pé para cima de ler e apreciar teu blog e trabalho jornalístico. Fico muito contente de saber da existência desse espaço e de seu enorme talento crítico e confesso que acho o jornalismo muderno muito chato, tendencioso e capetalista, mas tua presença em meio a esse mundo quase não mais redondo faz crer que ainda teremos futuro. Conquistaste um admirador, leitor, divulgador, alem do amigo é claro. Parabêns pelo talento, vocação, espírito vivo e crítico (essas coisinhas que fazem ninho em nossas mentes).
    abração, seu francisco – ‘kiko’.

  2. Aloísio,

    Primeiro, gostaria de me desculpar de não ter respondido antes teus comentários… Desde setembro do ano passado, após a temporada dos furacões por aqui, me bateu uma certa “esterilidade” e não escrevia, e nem respondia às postagens de comentários… A eleição por aqui me deu novo fôlego, estimulou-me novamente a verve crítica.

    Quanto à experiência de Colúmbia… Bem, nosotros, debaixo da linha do Equador, com bem menos recursos, mas com não menos criatividade, trouxemos aqui para o Haiti, no ano passado, uma equipe de três alunos do Mestrado em Antropoolgia Social do Museu Nacional/UFRJ, um deles , inclusive, Flávia Dalmaso, defendeu uma dissertação resultante deste processo de pesquisa de campo. Outro aluno, Pedro Silveira, defendeu seu mestrado em outro tema, mas formulou seu projeto de doutorado, que se iniciou em março deste ano, baseado em seu trabalho de campo no país. Por fim, o terceiro aluno, Felipe Silva, deve defender sua dissertação no mês de junho, também produzida a partir de sua pesquisa de campo no Haiti. Falta apenas falar do líder deste time de pesquisadores, o Prof. Federico Neiburg, professor do Museu Nacional/UFRJ, que tem produzido trabalhos muito interessantes em incursões no campo e no diálogo com jovens pesquisadores haitianos, alunos da Université d’Etat d’Haïti e com outros pesquisadores.

    Você pode tomar conhecimento de tudo isso através do site:

    http://www.cultura-economia.org/pesquisa2.html

    Um grande abraço,

    Zé Renato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s